SAM 0866

 

As atuais orientações curriculares para o ensino de Língua Portuguesa enfatizam o caráter plural das manifestações da linguagem verbal, inseparáveis das situações e relações sociais de que fazem parte e ajudam a estabelecer. No ensino, não se trata de substituir o ideal do padrão único por uma multiplicidade de padrões, e sim de conceber as práticas de leitura e de escrita promovidas no espaço escolar como elementos de um processo de alargamento das formas de sociabilidade dos alunos, para além da esfera da convivência cotidiana, no mundo mais amplo da vida pública, do trabalho e da participação política. Assim, os maiores desafios que se impõem ao professor não são os de ordem formal, mas aqueles que se ligam ao deslocamento necessário dos sujeitos, para que os exercícios de linguagem, longe da repetição de modelos, apresentem-se como situações de produção discursiva em que cada um possa ler-se e escrever-se, descobrir-se e inventar-se outro, em novos espaços e posições. Para atuar como mediador nesse processo de aprendizagem e mudança, o professor de Língua Portuguesa necessita desenvolver habilidades próprias da pesquisa docente, em que os saberes de referência se conjugam para iluminar e gerar proposições para as situações sempre concretas e particulares do ensino. É esse tipo de trabalho que o PIBID Português-Literaturas procura desenvolver na formação dos licenciandos, por meio de experiências de planejamento e realização conjunta de atividades junto aos alunos da escola e de atividades reflexivas em que a diversidade de ancoragens – dos licenciandos, da supervisora, da coordenadora e da colaboradora – busca contemplar melhor a complexidade dos problemas com que o professor se defronta. As atividades de mediação desenvolvidas pelos licenciandos são de três tipos: - Monitoria de língua portuguesa, em que se recebem os alunos interessados em esclarecer dúvidas e/ou melhorar seu desempenho em leitura e escrita de textos de quaisquer gêneros, inclusive os abordados nas demais disciplinas curriculares; - Observação e intervenção periódica nas aulas da professora supervisora, atividade que envolve não somente o equacionamento dos problemas de planejamento e avaliação do ensino regular como também o processo de formação continuada da própria professora regente; - Oficinas de leitura literária. Em relação a esta última modalidade de atuação, há que destacar a importância que assume, diante do exposto, a consideração da dimensão estética. Além de ser o domínio da estética um terreno privilegiado para a manifestação dos laços sociais e culturais que conformam as experiências plurais dos alunos nas sociedades multiculturais contemporâneas, a inscrição desse domínio nas atividades do PIBID Português-Literaturas visa marcar o distanciamento da proposta de ensino aqui defendida em relação a uma formação puramente técnica e instrumental.(ago/2012)

Para maior contato e interação com a coordenação, supervisão e licenciandos, visite nosso Blog: http://pibidportlit.webnode.com

 

Coordenação

       Ana Crelia Penha Dias (mar/14 - atual)

       Maria Fernanda Alvito Pereira de Souza Oliveira (mar/14 - atual)

       Danielle de Almeida Menezes (ago/12 - fev/14)

 

 

 

 

UFRJ PIBID - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ